Pages Menu
Categories Menu

4 melhores festas típicas no nordeste para conhecer

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather

Veja quais são as 4 melhores festas típicas no nordeste para incluir em sua viagem!

Conhecida pelas belezas naturais, pelo povo receptivo, alegre e pelas comidas maravilhosas, a região nordestina tem sido o principal destino de muitos turistas e brasileiros amantes de viagens. Não é à toa que possui as festas típicas no nordeste de maior relevância no país.

Ela é a região brasileira com o maior número de estados também, por isso, atrai olhares pelas festividades como o Bumba-meu-boi, a Festa do Divino e muitas outras.

Venha conhecer mais algumas festas típicas no nordeste que são requisitos obrigatórios pra quem quer curtir essa região.

Quais são as X melhores festas típicas para se conhecer no nordeste

1 – Bumba-meu-boi

Também conhecida como Boi-Bumbá, é uma dança e uma das mais famosas festas típicas no nordeste em Pernambuco, tendo sido exportada para outros estados e regiões como Amazonas e Maranhão.

O conceito da festa gira em torno da lenda de que a escrava Catarina, estando grávida, pediu ao marido para comer língua de boi. Chico (ou Pai Francisco) sai em busca da iguaria para a amada esposa e acaba matando um boi para satisfazê-la. O dono da fazenda prende o escravo e o boi é ressuscitado por curandeiros.

Histórias e lendas à parte, o bumba-meu-boi reúne diversas pessoas que dançam e celebram a festa nas cidades nordestinas.

São mistos de pessoas fantasiadas com elementos característicos e bonecos fantásticos de bois carregados por humanos fazem parte dos cenários da festa.

Os participantes cantam, dançam e se apresentam com temáticas típicas da festividade, todo tipo de arte faz referência à lenda.

2 – Festa do Divino

Realizada em homenagem ao divino Espírito Santo, a Festa do Divino é uma tradicional festa católica que possui raízes portuguesas.

A festa é organizada no dia de Pentecostes e tem a Bahia como principal estado organizador e realizador.

Como uma espécie de caminhada, os participantes percorrem diversos lugares da cidade, entoando canções e levantando bandeiras, em sua maioria, de origem católica.

Uma espécie de teatro reunindo bispos e arcebispos, bandeirantes e cavaleiros prossegue em pontos estratégicos pela cidade, enquanto uma multidão os acompanha.

Organizada pela Folia do Divino, a festa homenageia a figura do Imperador do Divino, um menino com vestes de imperador.

A festa tem como característica a participação popular também na hora dos investimentos: os organizadores saem de casa em casa pedindo doações e cantando músicas em homenagem ao divino.

Acompanhados de instrumentos típicos da região, como viola e rabeca, também se encarregam de levar a bandeira do divino pra que as pessoas a beijem. Muitos marcam para iniciar ou terminar promessas neste dia.

3 – Carnaval

Ir para o Nordeste e não participar do carnaval é o mesmo que ir ao Rio e não visitar o Cristo Redentor. E, claro, tem que ser em Salvador, na Bahia.

Registrado no livro dos recordes como a maior festa popular do planeta, o carnaval é mais que um símbolo do nordeste, é um símbolo brasileiro.

Todos os anos, os foliões se reúnem em grandes ajuntamentos para acompanhar os muitos trios elétricos e os variados artistas.

A origem do carnaval, no entanto, não tem nada a ver com o que é feito hoje em dia. Durante a Idade Média, o carnaval tratava-se de um grande período de abstinência e jejum e para esse período instauraram-se algumas comemorações que foram sendo modificadas com o tempo.

Em Olinda, no Recife, os bonecos gigantes, os ritmos de frevo e maracatu são as principais atrações nesse período do ano. Alguns consideram o carnaval de Olinda o mais bonito e democrático do Brasil. Só testando pra comprovar né?

4 – Festa Junina

A festa junina é outra atração tipicamente nordestina. O Rio Grande do Norte é o lugar mais indicado se você quiser apreciar a mais típica e genuína festa junina brasileira.

Com origem em Portugal, a Festa Junina é oriunda das comemorações dos Santos Populares ( São João, Santo Antônio e São Pedro), e iniciou na Idade Média, sendo fortemente marcada em países essencialmente católicos como Portugal e Espanha.

No Brasil, as festividades são marcadas por fogueiras, reuniões na rua, apreciação de música caipira e comidas pra lá de típicas.

Doces de amendoim, bolos de milho e vinho quente são iguarias que não podem faltar. Além disso, a dança de quadrilha, o uso de balões e a vestimenta típica de interior são elementos fundamentais para tornar a sua festa junina mais do que especial.

Se gostou, então, deixe seu comentário e compartilhe!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather